VALA DE DRENAGEM

São estruturas criadas para drenar os solos e canalizar a água, seja drenando água de zonas a cotas mais elevadas – ou ao longo de estradas ou orlas de campo – podem ainda canalizar a água para um ponto de irrigação mais próximo.

Valas Drenagem 01.png
Valas Drenagem 02.png
6.Estetico.png
8.Polinização.png
1.CondicaoQuimicaAguaFresca.png
5.Pragas.png
2.Cheias.png
2.Anfibios_Prancheta 1.png
14.Mamiferos.png
15.Peixe.png
1.Abelhas_Prancheta 1.png
7.Invertebrados.png
3.Aves.png
12.Crustaceos.png
17.PlantasAquaticas.png
13.InvertebradosAquaticos.png
  • Frequência de limpeza das valas - Os sistemas de drenagem de águas superficiais podem proporcionar o armazenamento para além de permitir o fluxo de água, sendo que a sua manutenção é vital para assegurar a manutenção destas capacidades. Uma limpeza menos frequente está associada a uma melhor diversidade de plantas aquáticas, mas ao mesmo tempo, a uma maior presença de vegetação nas valas  que porventura pode aumentar a retenção de sedimentos; apesar das limpezas poderem ser prejudiciais à biodiversidade, uma boa gestão regular pode ser mais benéfica para a biodiversidade vegetal, mantendo e promovendo uma variedade de fases de sucessão vegetativa na paisagem.

  • Período de corte da vegetação das margens – o corte deve ser cronometrado para permitir a fixação de sementes nas margens

  • Eliminação de ervas daninhas cortadas – a remoção das ervas daninhas das valas pode melhorar o valor estético das valas. No entanto, é de realçar que este material vegetativo contém nutrientes, pelo que a sua total remoção remove também esses nutrientes. Deverá ser feito um equilíbrio para que não se remova na totalidade.

  • Declive das margens/bancos – as margens/bancos devem ter um gradiente suave para maximizar a biodiversidade

  • Acesso do gado às margens/ bancos de valas – o pastoreio demasiado próximo das margens pode ter um impacto negativo na biodiversidade existente e levar à contaminação da água

  • Números de habitas aquáticos ligados – quanto mais ligações existirem a outros habitat aquáticos, maior será a possibilidade de recolonização. Em geral, quantos mais ligados forem os habitats aquáticos, maior será o seu valor estético

  • Número de habitats terrestres lineares ligados – quanto maior for o número de habitats linear terrestres, maior será o benefício para os pequenos mamíferos

  • Existências de pequenos açudes nas valas – A existência de açudes em valas pode aumentar a retenção de água e proporcionar condições adequadas para a desnitrificação, no entanto, pode ser necessária uma limpeza intermitente

  • Profundidade do corpo de água – para além de alimentos, as abelhas e outros polinizadores recolham água para arrefecerem o interior do ninho em dias quentes. As abelhas também utilizam água para diluírem o mel quando alimentam as larvas. A presença de um ponto de abastecimento de água na exploração perto seu habitat será bastante benéfico, visto que as abelhas passarão menos tempo a recolher água e mais tempo a recolher o néctar. No entanto, quando a água é profunda, as abelhas têm o hábito de se afogarem, pelo que a presença de locais de água rasas é benéfico. Como tal, o desejado é existir uma diferenciação de alturas ao longo da vala.

  • Dragagem de sedimentos das valas – os sistemas de drenagem de águas superficiais podem fornecer armazenamento para além de permitir o fluxo de água pelo que a sua manutenção é vital para assegurar a manutenção destas capacidades. A dragagem periódica remove os sedimentos poluídos, que se forem deixados podem tornar-se uma fonte poluente. No enanto, a dragagem excessiva remove os sedimentos finos disponíveis para a absorção de fósforo.

  • Época de dragagem – a dragagem no verão pode reduzir os impactos negativos associados aos sedimentos finos que já não estão disponíveis para a absorção de fósforo, uma vez que nesta altura há menos fósforo na água.

  • Eliminação de sedimentos dragados – a remoção de sedimentos dragados pode melhorar o valor estético das valas.

  • Máquina de dragagem – a maquinaria de dragagem tem impacto na diversidade de plantas, sendo que a pá (“pull shovel”) a melhor e o tubo de secção o pior.

Logo_CROP_RESIZE.jpg

VOLTAR